terça-feira, 5 de março de 2013

Instituições de olho nas políticas públicas


A Geração Futuro junto com o Grupo de Informática, Comunicação e Ação Local (Giral), Redes de Juventude da Mata Sul (Rejumasul) e Grupo Jovens em Ação (Grupo JÁ), realizam ações de intervenção voltadas para o desenvolvimento e incentivo de políticas públicas, através do projeto Juventudes, Comunicação e Cultura.

“O objetivo é influenciar as políticas públicas relativas às juventudes, na perspectiva do resgate e inclusão social. A juventude é um potencial de mudanças e garantia de direitos. A experiência e união das instituições envolvidas fortalecem ainda mais o alcance desse ideal”, relata Zilda Machado, uma das coordenadoras do projeto.

A parceria resultará na criação de um núcleo de cultura – um espaço de criação e proposição de ideias –, que tem como princípio o controle social. O projeto, que tem apoio da FASE, engloba os municípios de Feira Nova, Joaquim Nabuco, Palmares e Pombos.

segunda-feira, 3 de dezembro de 2012

O que eles pensam sobre saúde e sexualidade?

A Geração Futuro quer saber de estudantes de escolas públicas sobre as temáticas saúde e sexualidade. Por meio do Projeto Direitos Iguais e Liberdade Social, a GFut pretende identificar os problemas mais frequentes dos estudantes acerca do assunto, a fim de diagnosticar as necessidades e elaborar ações que contemplem prevenção e informação, no que tange os direitos humanos e sexuais.

O questionário está sendo aplicado nas escolas Tristão Ferreira Bessa, João Vieira Bezerra, Pontes de Miranda, Antônio Inácio, Barros Guimarães, Santa Rita, Capitão Manoel Gomes de Assunção, João Cavalcante, Júlio Carneiro e Costa Silva.

Dentre os resultados esperados, estão o fortalecimento da consciência crítica à saúde e o incentivo de discussões políticas entre jovens a respeito das questões que envolvem discriminação, prevenção e saúde. O Projeto tem apoio da Secretaria Estadual de Saúde, Governo do Estado de Pernambuco, através do Programa Estadual de DST/Aids.

Metodologia de pesquisa 

Durante a pesquisa, jovens educadores da Geração Futuro percorrem as escolas e aplicam o questionário a estudantes que se interessarem em participar voluntariamente do Projeto. O formulário, composto por perguntas objetivas e subjetivas, irá ajudar na compreensão do processo saúde/sexualidade.

O projeto conta com a colaboração das Secretarias de Saúde dos municípios envolvidos, que irão contribuir na avaliação dos resultados, por meio de profissionais da área, e nas ações de intervenção (pós-resultado) previstas para o primeiro semestre do próximo ano.

Municípios participantes

Chã de Alegria, Feira Nova, Glória do Goitá, Lagoa de Itaenga e Pombos.

sexta-feira, 30 de dezembro de 2011

Teatro, poesia, música, talento. Inspire-se!



Artistas e mestres são homenageados no lançamento do livro Quem inspira a sua arte?, durante a primeira edição da mostra de saberes promovida pelo Ponto de Cultura Sanfona Cultural, da Geração Futuro.

Evento teve início à tarde do dia 22, em Pombos, com apresentação do maracatu do Grupo de Apoio aos Meninos de Rua (GAMR) e exposição de artes. A programação esticou-se até a noite, onde culminou em um grande encontro cultural.

Apenas mestres e artistas compuseram a mesa, com destaque ao mestre do cavalo marinho Zé de Bibi e Ciriaco do coco de roda (ambos da Zona Rural de Glória do Goitá). Programação contou com apresentação de teatro do grupo Zum Zum Zum Danado, de Lagoa de Itaenga; grupo História do Mamulengo, de Glória do Goitá; exibição do vídeo: Projeto Sanfona Cultural: uma experiência juvenil de mobilização e arte; lançamento do livro Quem inspira a sua arte?

Enquanto o coquetel foi servido, a festa seguiu com emboladas, repentes e o coco de roda do mestre Ciriaco.

Confira imagens:





A Mostra de Saberes visa o fortalecimento dos fazedores e mantenedores da cultura popular dos municípios do Território da Bacia do Goitá, Pernambuco. Uma ação do Ponto de Cultura Sanfona Cultural, da Geração Futuro, que tem apoio da Fundarpe e prefeituras dos municípios de: Chã de Alegria, Glória do Goitá, Feira Nova, Lagoa de Itaenga e Pombos.


terça-feira, 13 de dezembro de 2011

Quem Inspira a Sua Arte?

Evento cultural reúne mais de 50 mestres e artistas da Zona da Mata e Agreste


Pela primeira vez na história, mestres e artistas populares de cinco municípios da Zona da Mata e Agreste pernambucano, se encontram em celebração a cultura popular, na primeira edição da Mostra de Saberes: Quem Inspira a Sua Arte? Mestres como Zé de Vina, Zé de Bibi e Zé Lopes estão entre os grandes nomes deste encontro, realizado no dia 22 de dezembro, a partir das 15h00, em Pombos. A programação conta com apresentações culturais, exibição de vídeo, teatro, exposição de artes, debate e lançamento do livro: Quem Inspira a Sua Arte? – fruto de uma pesquisa onde traça o perfil e registro à memória de artistas e mestres populares da região. O evento é realizado pelo Ponto de Cultural Sanfona Cultural, da ONG Geração Futuro, e tem apoio da Fundarpe. Entrada franca.

Percebendo o potencial dos modos de vida, crença, valores que os mestres e artistas possuem, a Geração Futuro deu o ponto de partida para a realização da primeira mostra de saberes, que questiona: “Quem Inspira a Sua Arte?”. Esta mesma indagação é título do mapeamento que reúne informações de cinqüenta mestres e artistas, dentre os quais vinte contam suas histórias e revelam fatos inusitados da vida, da dedicação dos longos anos e dos modos tão simples de fazerem sua arte.

“O difícil é questionar quem dos entrevistados não inspira a minha arte... Não teria como não aprender, pois quando os tenho por perto é como se estivesse em uma sala de aula. Como se cada um deles fossem professores de disciplinas distintas. E que nos ensina sem precisar de texto, quadro negro, mas somente na sensibilidade de suas artes e formas de vida.” Relata a turismóloga Adriana Freitas, que compõe a equipe de pesquisadores do projeto.

Os participantes do encontro desejam mostrar do que são capazes. O violeiro João Salgado, de Feira Nova, aproveita o espaço para falar, também, de suas inquietações: “A maior dificuldade dos artistas populares é a disputa com a mídia, porque ela está a serviço das produções de massa. Dificilmente oferece oportunidades para divulgar seus trabalhos. Até mesmo as festas realizadas em pequenos municípios, onde possui um teor mais artístico e cultural, raramente encontraremos um tocador de viola como a grande atração.”

A Mostra pretende ir além do evento que mobiliza, ainda, gestores, educadores e estudantes. O conteúdo gerado na publicação do livro aproxima uma ideia que sugere possibilidades inovadoras aos espaços educativos da região, para que se construa uma educação baseada nos valores da cultura local, e que exalte os mantenedores da sabedoria comum, acrescentando-as às práticas educativas.

A ação tem apoio da Fundarpe e prefeitura municipal de: Chã de Alegria, Feira Nova, Glória do Goitá, Lagoa de Itaenga e Pombos.


Serviço:

O quê: Lançamento do livro e Mostra de Saberes: Quem Inspira a Sua Arte? Evento que reúne artistas e mestres populares da Zona da Mata.
Quando: 22 de dezembro
Onde: Creche Municipal, Pombos/PE – (entrada franca)
Hora: 15h00 às 22h00

sexta-feira, 7 de outubro de 2011

Quanto dura uma ideia?

Será que dá para saber quanto dura uma ideia? Segundos, dias, meses ou anos? Séculos ou a eternidade? Quanto tempo duraria uma ideia?

Uma ideia deve durar o tempo em que possua funções úteis, concordam? Sendo assim, uma boa ideia pode viver desde um rápido momento ou até longos e eternos dias.

A Geração Futuro é a nossa grande ideia que completa seis anos hoje. Manter-se viva durante esse tempo é um desafio que envolve muita gente. Isto porque a nossa ideia depende da vida pulsante dos nossos colaboradores, parceiros, apoiadores e o nosso querido público que veio crescendo junto, e juntando outras gentes, que são as crianças, os adolescentes e jovens das cidades que formam a Bacia do Goitá, em Pernambuco.

Assumir esta ideia é dedicar-se a missão de desenvolver ações que fomentem o desenvolvimento local através da arte para a educação, de modo a influenciar nas políticas públicas. É fazer emergir novas ideias. Acreditar na transformação social através da arte. Assumir e fazer parte da Geração Futuro é poder vislumbrar o futuro do dia seguinte, tão presente quanto o de hoje, e que seja expressivo mais que o de ontem.

Seis são os anos que uma formiga operária vive. Já a formiga rainha vive mais que o dobro. Entretanto, o formigueiro poderia durar muito mais que suas gerações. Assim, outras formigas operárias e rainha podem gerar novos ciclos de vida, explorando solos, construindo rumos para o futuro. Nós somos esta casa, somos esta ideia. Somos operários ainda vivos e com a crença de que esse formigueiro encha os lugares de cultura e arte em toda parte.

Vamos juntos comemorar os seis anos de Geração Futuro. Você que ainda não entrou nessa geração, vem com a gente construir os próximos anos. Entre em contato e veja como pode contribuir: geracaof@gmail.com ou preencha o formulário na página “fale conosco”.